top of page

Blog Dois Pernods

Geometria Particular

Atualizado: 5 de nov. de 2022



Com esse teu coração circular,

essa tua sofisticação retilínea

e esse teu aconchego sempre tangente e angular,

unitário,

sei que nunca vou estar.

Mas há,

nessa tua infinitude de ângulos e retas,

alguma coisa que ofusque

o prisma dos teus encantos?

Há,

nesse nosso pelejar equilátero,

nesse nosso dialogar equidistante,

algum motivo para me fazer

do teu amor aberto e agudo duvidar?

Em nossa vida, nada é obtuso.

E em tua coerência de charme triangular,

de amor,

eu morro num vértice!

Juntos

somos dízima periódica,

pontos de uma mesma reta.

Por isso, juntos,

enfrentamos qualquer parábola!

Unidos estamos

para criarmos novos ângulos

sob a diagonal enlouquecida dessa vida!


E, em vida, meu amor por ti é tão exato

que, mais um pouco,

vira amor matemático.


25 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo