top of page

Blog Dois Pernods

Projeto Inacabado



Mudei tanto e tantas vezes,

Que não sei quantas almas eu tenho.

Continuamente me observo,

E não carrego, de ontem, quase nada de mim mesmo.

Eu sou um projeto inacabado.

E, de tantas mudanças, sequer existo.

Apenas persisto, com ser e indivíduo,

No grande projeto de estar vivo.

Móbil, revigoro e desfaleço todos os dias.

Porque o que o ontem li de mim,

Amanhã pode me parecer alheio.

Noto, à margem do que vi,

Que sou um grande hotel

Para os outros de mim mesmo.

21 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Home
Botão Home
bottom of page