Blog Dois Pernods

Cartas para Fernanda




Rio de Janeiro, 07 de novembro de 2017.

Amada maestrina do Teatro Brasileiro; Tens toda razão! Estamos sendo encaminhados para isso mesmo. E que dor, que lamento na alma ver um povo rechaçar o bem que é dele próprio. Separam a arte e a cultura como se também não fossem educação. Lamento vir a sua página, ver uma observação tão cheia de lucidez e ler comentários e conclusões tão agressivos, desrespeitosos, mal educados, sem bases fundamentais e sem consciência alguma logo abaixo dela. Desde menino acompanho a sua história e sempre vi na senhora (ou em você, como sei que preferes) a luz de um caminho a ser seguido e aplaudido mesmo quando fora de cena e apenas pela sua trajetória. Concordo com sua assertiva com imensa dor na alma. Por causa de artistas como você, Paulo Autran e Tony Ramos, foi que me embrenhei no fazer artístico com orgulho, com fé e esperanças de um dia chegar ao mínimo do que vocês representam para um país como o nosso. O povo que hoje vocifera contra a arte parece esquecer que, noutro tempo, foi justamente ela quem os ajudou a destruir os jograis da ditadura. O povo que hoje diz não precisar de arte nem cultura, parece esquecer que foi justamente a arte e a cultura que lhes entretiveram em algum momento de suas vidas ou que lhes trouxeram consciência sobre algo danoso e realmente perigoso e presente em seu próprio habitat. O povo que hoje vocifera contra arte e a cultura realmente não sabe o que seria viver num país sem arte nem cultura. - Isso porque sempre resistimos, sempre fomos à luta. Feliz é um povo que tem consciência sobre a importância de sua cultura. Feliz é um povo que frequenta os teatros, os museus, as bibliotecas, os cinemas e etc. Esse povo sabe que educar-se é também abrir a mente, entender o humano e ir em busca de conhecimento intelectual, conteúdo reflexivo e elucidativo sobre assuntos que lhes dizem respeito. À parte isso, como artista que sou, com inúmeras dificuldades e resistindo a ser empurrado para o vagão desse trem que nos leva para um Auschwitz Cultural, deixo com você meu mais profundo agradecimento por resistir, junto aos seus colegas de ofício, a essa estapafúrdia ideia de que a arte é nociva e desnecessária. A arte é o único bem que é capaz de nos fazer pensar. Meu mais profundo agradecimento por cada pronunciamento seu sobre o assunto. Não imaginas a importância que tem o seu braço dado a todos nós nessa luta. - Quanto aos comentários ofensivos em retaliação aos seus pensamentos, perdoe! Eles não sabe o que dizem... E, por não saberem, atacam! Continuemos a esclarecer... Em algum momento - ou, quem sabe, algum dia - entenderão... Só espero que já não seja tarde.

Beijos Saudosos,

O.C.

#CartasparaFernanda #Teatro #CinemaBrasileiro #Gratidão

0 visualização

© 2013 by Oscar Calixto

contato@oscarcalixto.com Rio de Janeiro BR

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube