top of page

Blog Dois Pernods

Cinema

1. Ator e Narrador de filme dentro do filme.


2. Par romântico.


3. Marido herdeiro com paralisia cerebral que sofre com mulher má.


4. Um cara comum que se apaixona por mulher envolvida com assalto a banco.


5. Policial corrupto.


6. Drogado que vai ao extremo com seu vício.


7. Homem solitário que faz casal de turistas de refém em sua casa na montanha.


8. Hétero que se rende a uma relação poliamorosa com outro cara.


9. Charles Dickens, o autor de um crime perfeito.


10. Irmão drogado com irmã evangélica.


11. Empático agente funerário que se envolve em crime cometido pelo seu parceiro e colega de trabalho...


É... O cinema me deu a chance de viver personagens incríveis e incomparáveis... Histórias bonitas, tensas, tocantes, emocionantes, reais e necessárias; histórias presentes nos lares, nas ruas, nos bares e nas avenidas de cada um ou na imensa poesia desse mundo.


Aqui estão 11 dos 21 momentos especiais que vivi nas telonas do cinema mundo afora.


Meu lugar favorito é viver essas histórias, é dar vida a outros de mim, é ser o que está perto ou longe da minha essência.


Confesso que tenho orgulho do tanto de empenho, amor e trabalho que destinei a cada um. A sensação que tenho é que vivi mais para eles que para mim mesmo... Mas acho que é isso que me justifica na vida.


Tenho muito orgulho do tanto de amigos que fiz... Irmãos e irmãs pra lá de especiais e talentosos que o destino me deu a sorte de encontrar nessa vida.


Atuar é um salto livre, é o empréstimo da alma e das entranhas; é um abandonar-se constante, é ir perdendo o que não serve e é a compreensão de que somos um imenso hotel para outros de nós mesmos.


O momento é de reconstrução da arte de fixar imagens, da cultura brasileira e de mim mesmo como indivíduo inserido nesse turbilhão de iniquidades que foram os últimos 5 anos.


Hoje estou debruçado em planilhas, livros, filmes, séries e arrumando o que está pronto para ir para a tela.


Muito trabalho para pouco tempo e pouca grana. Mas há muito amor envolvido e eu acredito que, onde há muito amor, as dificuldades se prostram e abrem caminho para soluções adequadas.


Só o amor justifica todo o sacrfício que é "parir novas histórias" no Brasil que tivemos nos últimos 5 anos, que ainda ecoa no presente e que há de recomeçar por agora.


Desejo uma Ancine mais livre e muito mais democrática. Desejo que sejamos livres para contar nossas histórias.


Desejo viver e ajudar a construir muitas outras vidas... Simbora porque, como disse o poeta, "o tempo não para".


54 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo